fundo 2.jpg

SEMINÁRIO DIGITAL

SEGUNDAS E QUARTAS-FEIRAS

DO MÊS DE OUTUBRO

Motivado por um futuro onde há vida de qualidade e cidades mais resilientes,

propomos fomentar o pensamento crítico perante ao contexto ambiental global e investigar alternativas que possam ser regeneradoras dentro do ecossistema urbano.

Group 265_edited.png

"LA SOSTENIBILIDAD YA NO ES SUFICIENTE, NECESITAMOS CULTURAS REGENERATIVAS"

DANIEL C. WAHL

SUSTENTABILIDADE NÃO É O SUFICIENTE:

PRECISAMOS DE CULTURAS REGENERATIVAS.

O impacto massivo da atividade humana sobre o clima e os ecossistemas da Terra nos colocam em um novo período geológico, o Antropoceno: Era onde os humanos moldam os aspectos da biosfera.

As cidades, como pólos de atividades humanas, refletem e intensificam os impactos ambientais e, ao mesmo tempo, criam oportunidades com grande potencial de transformação e bem estar.​​

Será possível, através de intervenções nas cidades, contribuir para um futuro próspero e resiliente?

MÁQUINAS BIÓTICAS

Máquinas Bióticas são

dispositivos vivos que promovem narrativas ambientais alternativas para imaginar e acionar outras formas de coexistência e interação positiva com o meio em que estão, propondo diferentes benefícios para o ecossistema urbano.

Frente à mudança climática, as Máquinas Bióticas propõem impactos positivos por serem micro-estruturas que funcionam por ativação biológica e relacionamento empático com os sistemas vivos.

O conceito está sendo desenvolvido pelo coletivo latino americano  AGA Estúdio e também pela Escuela Radical, iniciativa baseada no México, como forma de propor ações para cidades mais resilientes.

A ideia pode ser aplicada em diferentes escalas, desde um objeto até um sistema complexo.

OBJETIVO 1
COMPREENDER O ANTROPOCENO, SEUS DESAFIOS E OPORTUNIDADES DE TRANSFORMAÇÃO

OBJETIVO 2
APRENDER SOBRE DIFERENTES FORMAS DE VIDA E COMO OS CONHECIMENTOS BIÓTICOS PODEM NOS AJUDAR A SOLUCIONAR DESAFIOS HUMANOS (BIOMIMÉTICA);

OBJETIVO 3
ENTENDER CONCEITOS DE CICLO DE VIDA DOS OBJETOS E ALTERNATIVAS PARA UM MUNDO LIXO ZERO.

fungo noise 3.jpg

OBJETIVOS

O seminário busca novas compreensões sobre temas pertinentes ao nosso tempo e questionar,  de maneira aberta e realista, os problemas da atualidade.

O primeiro momento de cada aula é expositivo, seguido por debate.

fungo noise 3.jpg

DOCENTES

CAROLINA BINS ELY

Carolina Investiga maneiras de co-criar com a natureza, buscando designs e processos que sejam regenerativos para os ecossistemas, para as pessoas e para o planeta. É Mestre em Ecological Design Thinking formada pela Schumacher College(UK) e Arquiteta e Urbanista pela UniRitter, com parte da Graduação na Ulster University(UK).

 

Começou a se aprofundar em estudos que misturam design e natureza a partir de experiências com Paisagismo, Biomimética e Ecologia Profunda. Participou de diferentes vivências, tais como a AA Visiting School Amazon, na Amazônia, organizada pela Architecture Association e o projeto Inspirience, no Delta Tigre, organizado pelo Biomimicry Argentina. 

AGA_estudio-gabriel_foto.jpg

GABRIEL VISCONTI

AGA Estudio é uma equipe que reúne disciplinas de desenho e fenômeno urbano; umas estrutur colaborativa focada no desenvolvimento de linhas de investigação aplicadas às práticas humanas, aos objetos e ao território.

Gabriel é parte da equipe desde o início, ativando e acompanhando iniciativas a partir de dimensões sociais, econômicas, políticas, culturais e ambientais, que integram a arte e a ciência, numa perspectiva ecológica e coletiva.

PARA QUEM?

Arquitetos, designers, biólogos, engenheiros, artistas, sociólogos, economistas, antropólogos e outros curiosos.

 

Estudantes e profissionais relacionados as disciplinas de design e fenômeno urbano, interessados e refletir sobre o antropoceno e na proposição de ideias para reverter o nosso impacto negativo sobre o planeta.

INVESTIMENTO

1º LOTE

até 12 x de

2º LOTE

até 12 x de

3º LOTE

até 12 x de

FEVEREIRO

ONLINE

SAIBA MAIS!

Obrigado pelo envio,

Entraremos em contato!

 
tarjas.png