PROJETAR COM O INESPERADO (SP)

INTERVENÇÃO EM PASSARELA DE PEDESTRES (set/2018 l Barra Funda - São Paulo)    

O Workshop “Projetar com o Inesperado” proposto pela Escola Livre de Arquitetura e o pelo Estúdio Cruz, ocorreu em Barra Funda, SP – Brasil, entre os dias 13 e 16 de setembro de 2018, e teve a participação de 10 estudantes, 3 docentes e 1 aprendiz. A experiência, teve a “reflexão na ação” como princípio de projeto e resultou na instalação de 20 artefatos efêmeros que, unidos, reprogramaram por 24h a paisagem de um artefato urbano permanente. 

A SOLUÇÃO DE PROJETO, CONSTRUÇÃO E INSTALAÇÃO

 

O corpo criado para confrontar a cidade é o artefato efêmero sobreposto ao artefato permanente. 

Vinte estruturas leves e transportáveis foram desenvolvidas no estúdio e instaladas na passarela. Este artefato efêmero foi pensado como um jogo de encaixes e amarrações, partindo de uma micro peça de 5x2x2cm, e composto por dois mastros com altura de 1,70m - fazendo alusão a escala humana. Em cada um deles foi fixada 2,5 metros lineares de uma película com 1,5 metros de altura. Na passarela foram fixadas em 40 estacas de madeira inseridas em 20 juntas de dilatação, 10 em cada lado da passarela. As frestas das juntas foram pintadas de branco, destacando a estrutura de amarração e revelando a paisagem.

Na amarração entre o artefato e as cunhas foi prevista uma folga que possibilitava o movimento da estrutura, conforme a ação do vento, sobrepondo, outros sons aos ‘ruídos do lugar’: as estacas de madeira batendo no concreto; a tensão do vento na película.

PÓS INSTALAÇÃO - OBSERVAÇÃO E REGISTROS DA ABSORÇÃO SOCIESPACIAL 

O corpo instalado permaneceu como imaginado por poucas horas. A ação do vento rompeu as películas em poucas horas. Durante a noite todo o material foi retirado; no dia seguinte apenas as estacas permaneciam. Posteriormente foram retiradas por nós. O artefato urbano permanente logo retomou suas dinâmicas de uso e sua dureza espacial, recondicionando a paisagem à sua programação inicial.

Uma ação que se fixa no tempo através dos registros, fotos e vídeos, e da memória experimental de todos os agentes que, de uma forma ou de outra, envolveram-se nesse processo.

OUTROS PROJETOS:

FICHA TÉCNICA

Concepção: ela. Escola Livre de Arquitetura (POA) + Estúdio Cruz.

Docentes: Ernesto Cruz, Luciana Fonseca e Joana Salle.
Aprendizes docentes: Thiago Engers e Raquel Kvitko.

Colaboradores: Maria Eduar e Ângelo Bucci
Apoio: Ana Lucia Madruga.

Participantes: Lorenzo Cavichioni, Frederico Soprana, Stéphanie Cerioli, Renata Stedele, Luandra Garcia, Estefânia Weber.

Apoio: Casa das cidades

Áreas de interesse:
Formatos de interesse:
  • 2766
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook