LAB

TELLURE: PERGUNTE À TERRA (RJ)

ATELIÊ B.ELA + MATERIA BASE: (19 - 22 set, 2019 l Lapa - Rio de Janeiro)    

Inspirados pela energia telúrica esta experiência de projeto-construção e imersão socioespacial, criada pela Escola Livre de Arquitetura e pelo escritório Matéria Base, uniu estudantes multilocais ao ecossitema do bairro da Lapa, no Rio de Janeiro.

Durante o processo, a construção do "corpo de terra" foi agregando cada vez mais mãos. Teve a participação fundamental dos habitantes dos Arcos da Lapa.

O Ateliê Tellure teve como parceiros a Fundição Progresso, a ONG Organicidade,  a Casa dos Estudos Urbanos e a Universidade Santa Úrsula.

Após o processo, foram desenhadas as formas para registro e melhor compreensão da técnica. Com dois conjuntos de formas, é possível construir diferentes composições e utilizar diversas vezes.

FICHA TÉCNICA

Concepção: ela. Escola Livre de Arquitetura (POA) e Matéria Base (RJ)

Docentes: Fernando Minto e Luciana Fonseca.
Oficineiros e aprendizes docentes: Daniel Moreira, Pedro

Participantes: Renata Stedele, Mélani Camargo, Gustavo Picarelli, Daniela de Mattos, Priscila Müller Lerias, Victor Nascimento, Luana Limberger, Rafael Marques.
Apoio: Casa de Estudos Urbanos, Fundição  Progresso, Organicidade e Universidade Santa Úrsula.

"Não é sobre a terra, nem tampouco sobre as mãos que seguram o pilão para que, num gesto ritmado, façam dela uma estrutura sólida. Não é. 


Quero falar da generosidade da Lu, belíssima mulher que acredita e prova ser possível novas formas de compreender o mundo e estar nele com um olhar atento e acolhedor. Quero falar da força vital e espetacular do Minto, homem destemido que na sua receita de ser, mistura Deleuze com terra e põe a mão na massa com a sagacidade de uma criança. Quero falar dos olhos brilhantes da Raquel, gaúcha de cabelo curto que vai descobrir que tem uma força ainda maior do que aquela que ela já acha que tem, da delicadeza e simpatia da Mélani e Rafael, um casal que tá começando a vida de forma tão lúcida e carinhosa com o mundo, da beleza da pequena Renata, que fechou uma roda de samba e aprendeu que o atrito do arroz na latinha de coca cola é o ritmo do encantamento, do menino Thiago, quieto e concentrado que parece querer reprojetar o mundo enquanto está em silêncio, da graça tímida mas atenta da Ana, a guria que cuida, observa e cuida da gente, quero falar da Priscilla, encantadora de animais que do seu modo quieto e misterioso encantou a todos, e da simpatia acanhada da Luana, que quietinha se achegou pra ficar, e falar dos meninos cariocas cheios de bossa e ginga, Rafa, Vitor e Dani, quanta história boa que ouvi de vocês. Quero falar da sede de saber do amigo Gustavo que me carregou para essa aventura.


Quero falar da praça que miro e admiro desde que a conheci aos 6 anos, e também de seus moradores que nos acolheram a seu modo e sua lei, e se fundiram no nosso micro cosmo gerando estranheza e compreensão numa mesma fôrma. Quero falar dessa mistura de elementos que foi salpicada com amor e gentileza, e construiu mais do que uma parede solida, construiu a história de um corpo sólido mas que agora se movimenta por conta própria.


Obrigada a todos pela convivência e aprendizado.
Que a terra sempre nos una".

 

Poesia de Dani Mattos

@danimattos_f

OUTROS PROJETOS:

_MG_5395-HDR.jpg

ESPAÇO ANDRÔMEDA (POA)                                                                                                                  

REPROGRAMAÇÃO ESPACIAL: UFO + PLAZA SÃO RAFAEL

Assine nossa news!

  • 2766
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook